Críticas


FESTIVAL DO RIO 2009: MOSTRA MEIO-AMBIENTE

De: VÁRIOS DIRETORES
27.09.2009
Por Críticos.com.br
FESTIVAL DO RIO 2009: MOSTRA MEIO-AMBIENTE

NO IMPACT MAN



Direção: Laura Gabbert e Justin Schein



por Carlos Alberto Mattos em 01/10/2009



Cruzamento de Super Size Me com Uma Verdade Inconveniente, o filme de Laura Gabbert e Justin Schein documenta uma experiência idealista. O escritor Colin Beavan, esposa e filha testaram se era possível – e prático – viver um ano sem causar qualquer impacto negativo ao meio-ambiente. Cortaram da eletricidade ao papel higiênico, dos transportes motorizados às comidas industriais e embalagens plásticas. Produziram lixo quase zero. Isso tudo em plena Nova York.



Apesar da inspiração no formato, é bem mais digno que a média dos reality shows. Colin veicula a ideologia do projeto, enquanto a mulher, Michelle, vivencia os dilemas de uma vida à margem da cultura do hiperconsumo e do desperdício. Os encontros do casal com a mídia, amigos e ambientalistas colocam em discussão a eficiência das iniciativas individuais. É aí que o filme se torna mais interessante, para além de seus atrativos como comédia dramática do gênero família.



_____________________________________________________________________________________



PETRÓLEO BRUTO (Crude)



Direção: Joe Berlinger



por Carlos Alberto Mattos em 27/09/2009



Por cerca de dois anos, Joe Berlinger documentou o litígio de camponeses e índios da Amazônia equatoriana contra a Chevron-Texaco por danos causados na exploração de petróleo na região: contaminação de águas, doenças, mortes, destruição de fauna e flora. A causa é nobre e toda divulgação, necessária. Mas o filme não escapa aos clichês de representação do gênero Davi x Golias.



Lá estão os humildes tropicais contra os prédios imensos das corporações; o herói local, que de tão esvaziado mais parece um talismã levado da selva para o campo de batalha; os ambientalistas americanos orientando as falas e convocando celebridades; mães pobres chorando suas perdas; advogados e porta-vozes das empresas desfiando sua lógica macabra. Berlinger limita-se a reportar e criar contrastes na edição.



Enquanto ainda se discute de quem foi a responsabilidade pelo chamado Chernobyl Amazônico, a população da floresta continua a sofrer as consequências. E Crude caminha para uma possível indicação ao Oscar, na onda verde que embala os docs nos EUA.

диван купить
www.dmi.com.ua
www.失恋復縁.com/

Voltar
Compartilhe
Deixe seu comentário