DVD/Blu-ray


HAYAO MIYAZAKI EM DVD E BLU-RAY

25.05.2014
Por Octavio Caruso
Um elegante box com as obras-primas do grande animador japonês

A distribuidora Versátil está lançando, em parceria com a Livraria Cultura, um elegante box (DVD e Blu-ray) com as obras-primas de Hayao Miyazaki: “Nausicaä do Vale do Vento” (1984), uma ficção científica baseada no famoso mangá do próprio diretor; o lúdico “Meu Amigo Totoro” (1988), considerado o melhor desenho japonês de todos os tempos; e o épico “Princesa Mononoke” (1997), a primeira superprodução do Studio Ghibli.

O sucesso da adaptação do mangá “Nausicaä” foi o responsável pela fundação do estúdio. Com esse filme, o diretor começa a apresentar os temas que seriam recorrentes em seu trabalho futuro, como o profundo contexto ecológico, fortes personagens femininas e o apego emocional a um mundo utopicamente pacifista, em eterno confronto com o instinto beligerante do homem. Foi o primeiro projeto em que Miyazaki teve total controle criativo, participando intensamente até na revisão quadro a quadro da arte, algo que se tornaria regra em sua carreira. O filme também foi o responsável pelo encontro com o sensacional compositor Joe Hisaishi, presença complementar importante em toda a filmografia do diretor. Já com “Totoro”, acho engraçado analisar como a obra foi negativamente criticada pelos americanos na época de sua estreia, desconfortáveis com a ausência de conflitos na narrativa, acostumados com o estilo frenético das animações da Disney. A beleza do roteiro reside exatamente no lirismo com que trabalha a relação entre o lúdico animal, que foge do antropomorfismo clássico ocidental, e as meninas. A delicadeza melancólica no tocante à infância, emoldurada pelos belos traços característicos do estúdio, colocam essa animação num patamar único na história do gênero. Mas meu favorito é “Mononoke”, ambientado no período Muromachi (1336-1573), com aquela que considero a melhor trilha sonora de Hisaishi, captando eficientemente a mensagem de conscientização ecológica, conduzindo-nos em uma experiência imersiva emocionante. O simbolismo marca presença contundente, utilizando generosamente as lendas japonesas. O roteiro pode ser considerado uma espécie de releitura temática de “Nausicaä”, com um delineamento melhor na relação dos homens com a natureza, resultando em um entretenimento mais maduro e, como sempre, fascinante.

Com exceção de “Totoro”, que havia sido lançado no Brasil na época do VHS, os outros são inéditos em home vídeo por aqui. As masters utilizadas são as originais, com os créditos em japonês, assim como a tradução das legendas, que seguem o script inglês oficial do Studio Ghibli. O material extra, contendo longos e minuciosos documentários, incluindo entrevistas com o diretor, soma oito horas de puro encantamento para os fãs da Arte desse genial criador de sonhos. E, graças ao sucesso que já está sendo esse lançamento, a distribuidora já confirmou para Agosto o segundo box, contendo “Porco Rosso”, “O Serviço de Entregas da Kiki” e “O Castelo do Céu”, fazendo enfim justiça ao trabalho de Miyazaki, incompreensivelmente relegado por tanto tempo em nosso mercado. Agora é torcer para que o excelente “O Túmulo dos Vagalumes”, de Isao Takahata, cofundador do estúdio, esteja nos planos para, quem sabe, um futuro terceiro box.

Voltar
Compartilhe
Deixe seu comentário