Críticas


FESTIVAL DO RIO 2005: NOIVA E PRECONCEITO

De: GURINDER CHADHA
Com: AISHWARYA RAI, MARTIN HENDERSON, NADIRA BABBAR
22.09.2005
Por Carlos Alberto Mattos
JANE AUSTEN VAI A BOLLYWOOD

Se a globalização puder ser encarnada por uma cineasta, ela se chamará Gurinder Chadha. A diretora de Noiva e Preconceito nasceu no Quênia de uma família indiana e vive na Inglaterra, casada com um nipo-americano. Seu cinema já foi batizado de “multiculturalismo de multiplex”. Em filmes como Bhaji on the Beach (que ela apresentou no CCBB do Rio em 1995), What’s Cooking e Driblando o Destino (Bend it Like Beckham), o amor invariavelmente enreda garotas asiáticas e rapazes de outras procedências. Depois de alguns tropeços, as diferenças de costumes e os preconceitos são contornados pela boa vontade, a magia do romance e a hipermobilidade contemporânea.



Seriam filmes de mocinha, caso os sentimentos não estivessem ali apenas como um comentário do contexto cultural. Em Noiva e Preconceito, Chadha vai mais fundo nesse propósito ao misturar ingredientes na própria receita do bolo. O plot do clássico romance britânico Orgulho e Preconceito, de Jane Austen, recebe um tratamento de musical bollywoodiano – ou seja, tudo é possível enquanto a música não acaba. América e Amritsar (a cidade indiana onde uma família tenta arranjar bons partidos para suas quatro belas filhas) são os pólos de uma discussão alvar sobre poder econômico, turismo imperialista e namoros interraciais. Nesse âmbito, até as piadas ganham tintas globalizadas: a maneira espalhafatosa de um noivo indiano comer com as mãos é comparada a um quadro de Jackson Pollock.



É preciso reprogramar razão e sensibilidade para se divertir com o kitsch abundante do estilo Bollywood. Nesse caso, um falso Bollywood, conspurcado pelo pastiche multicultural e subvertido por uma heroína com cara de Sophia Loren e falas de líder feminista-nacionalista. O coquetel de Broadway, acid house, hip hop, gospel, brega-chique e coreografias indianas pode resultar indigesto para espectadores desavisados. A canastrice dos atores principais, os exageros cenográficos, a cremosidade das canções, tudo conspira para uma sensação ambígua. Rimos, sim, para no momento seguinte nos perguntarmos: “de quê?”.





# NOIVA E PRECONCEITO (BRIDE & PREJUDICE)

Inglaterra/EUA, 2004

Direção: GURINDER CHADHA

Roteiro: PAUL MAYEDA BERGES, GURINDER CHADHA, baseado no romance Orgulho e Preconceito, de Jane Austen

Elenco: AISHWARYA RAI, MARTIN HENDERSON, NADIRA BABBAR, NAVEEN ANDREWS, DANIEL GILLIES, NITIN GANATRA

Duração: 107 minutos

Voltar
Compartilhe
Deixe seu comentário